SINDICATO DOS TRABALHADORES DE SERVIÇOS DE PORTARIA, VIGILÂNCIA, LIMPEZA, DOMÉSTICAS E ACTIVIDADES DIVERSAS

Aos trabalhadores e trabalhadoras vigilantes das empresas Securitas / Ovisegur no cliente Ministério das Finanças - Terreiro do Paço

Concentração de denuncia e protesto
13 de julho - 3ª feira - das 10h30 às 12h30
Ministério das Finanças - Terreiro do Paço

defronte da estação do sul e sudeste (barcos do Barreiro)

Para exigir à empresa Ovisegur que, no cliente Ministério das Finanças, na mudança de empresa da Securitas para a empresa Ovisegur, sejam salvaguardados os direitos dos trabalhadores, principalmente a efetividade e a antiguidade, ou seja, o direito ao local de trabalho com direitos!

O STAD tem conhecimento que o Ministério das Finanças somente comunicou à Securitas, no dia 30 de Junho, que os serviços de vigilância privada foram adjudicados à Ovisegur.

É inaceitável que só no dia 30 de Junho, pelas 18 horas, os trabalhadores tenham recebido a informação que no dia 1 de Julho passavam da Securitas para a empresa Ovisegur.

Os trabalhadores da Securitas, exigem à Ovisegur o direito ao local de trabalho e que os seus direitos sejam garantidos na mudança de empresa no cliente Ministério das Finanças.

A Ovisegur recusou cumprir com a legislação em vigor (contrato colectivo trabalho e código trabalho) e recusou assumir os trabalhadores – como toda a legislação define. É uma acção fora-da-lei.

o STAD, ao ter conhecimento desta situação inaceitável, em que os trabalhadores, em menos de 24 horas, devido à ilegalidade da Ovisegur, ficaram debaixo de um absoluto drama, imediatamente solicitou uma reunião ao ministério do trabalho com as empresas, Securitas e Ovisegur e o cliente Ministério das Finanças e outra reunião ao cliente Ministério das Finanças,

Os trabalhadores têm toda a razão: a Ovisegur é que está fora-da-lei – por isto, os trabalhadores vão vencer e o seu direito ao local de trabalho com direitos vai ser aplicado.

O cliente Ministério das Finanças comprou um serviço e quer ser bem servido – mas os trabalhadores têm direitos. e o Ministério das Finanças é solidariamente responsável pela violação dos direitos dos trabalhadores!

Se os direitos dos trabalhadores não forem todos devidamente cumpridos pela Ovisegur, o Ministério das Finanças será também responsabilizado pelo STAD, pela violação legal praticada pela Ovisegur.

O direito ao trabalho, à antiguidade e à efetividade, são direitos irrenunciáveis.

Todos e todas à

Concentração de denuncia e protesto
13 de julho - 3ª feira - das 10h30 às 12h30
Ministério das Finanças - Terreiro do Paço

defronte da estação do sul e sudeste (barcos do Barreiro)

ALERTA – nenhum trabalhador(a) deve assinar qualquer documento sem se informar primeiro com o STAD, nomeadamente a rescisão do contrato individual de trabalho (Securitas) ou um novo contrato com a (Ovisegur) – e devem deslocar-se já ao STAD!

Ler Comunicado do STAD aos trabalhadores e trabalhadoras vigilantes das empresas Securitas / Ovisegur no cliente Ministério das Finanças - Terreiro do Paço

Ovisegur

Dezenas de trabalhadores da limpeza do Hospital Universitário de Coimbra protestaram esta manhã. Queixam-se de terem perdido direitos depois de passarem a prestar serviço através de uma empresa subcontratada pelo hospital. Exigem o subsídio de alimentação por inteiro e ganhar o dobro pelo trabalho ao feriado e o fim de semana. Declarações Vivalda Silva, coordenadora nacional do STAD.
SIC - Primeiro Jornal

Ver Fotos da concentração de protesto dos trabalhadores da Talenter no SUCH dos hospitais de Coimbra, para exigir a actualização do subsídio alimentação para 3.50 euros por dia, defender os direitos adquiridos, conquistados ao longo de anos de luta e sacrifício, e protestar contra o trabalho precário.

SIC taleter coimbra

A reunião solicitada pelo STAD à ICTS já está marcada para o próximo dia 14 de Julho.

Na reunião, conforme foi transmitido no comunicado nº. 52/2021. serão tratadas as seguintes matérias laborais:

1. Pagamento dos salários e subsídio de alimentação até ao último dia útil de cada mês;

2. Horários de trabalho;

3. Subsídio de transporte;

4. Pagamento do trabalho extraordinário;

5. Pagamento das médias das horas noturnas nas férias, subsídio de férias e subsídio de Natal;

6. Covid 19 – EPI´s

 

Após a realização da reunião com a ICTS, o STAD emitirá um novo comunicado com as conclusões das matérias laborais tratadas.

O comunicado será publicado no site do STAD – http://www.stad.pt – e distribuído nos locais de trabalho.

 ICTS 3

A reunião solicitada pelo STAD à Vigiexpert já está marcada para o próximo dia 12 de Julho.

Nessa reunião serão tratadas as seguintes matérias laborais conforme foi transmitido no comunicado nº. 51/2021:

1. Adenda ao contrato de trabalho;

2. Declaração.

Após a realização da reunião com a Vigiexpert, o STAD emitirá um novo comunicado com as conclusões das matérias laborais tratadas.

O comunicado será publicado no site do STAD – http://www.stad.pt – e distribuído nos locais de trabalho.

Ler informação do STAD aos trabalhadores e trabalhadoras vigilantes da Vigiexpert

Aos trabalhadores e trabalhadoras do SUCH – Talenter nos hospitais

Porque como, em reunião no Ministério Trabalho, estas empresas continuaram intransigentemente a recusar resolver o problema laboral que criaram, os trabalhadores decidiram uma nova.

Jornada Nacional de Luta: quatro dias de greve nos hospitais 4, 5, 7 e 9 - Julho - 2021

Hospitais de Coimbra (CHUC) - Greve dias 4 e 5 Julho
Concentração - dia 5 - das 10h às 12,30h
Frente ao Hospital da Universidade;

Hospital Garcia de Orta / Almada – Greve dia 7 Julho
Concentração – dia 7 - das 10h às 12,30h
Frente ao Hospital Garcia de Orta / Almada.

Centro Hospitalar Viseu-Tondela - Greve dia 9 Julho
Concentração - dia 9 - das 10h às 12,30h
Frente ao Hospital de Viseu

  •  Pela actualização do subsídio alimentação para 3.50€ / dia!
  •  Pelos direitos adquiridos que não podem ser roubados!
  •  Contra o trabalho precário!

A luta continua – Venceremos

Jornada Nacional de Luta quatro dias de greve nos hospitais 4 5 7 e 9 Julho 2021 2

Aos trabalhadores e trabalhadoras de limpeza da empresa Climex no local de trabalho TAP-Instalações

CONVOCATÓRIA - REUNIÃO GERAL DE TRABALHADORES

PLENÁRIO
• DATA – DIA 06/07/2021 – 3ª. FEIRA
• HORÁRIO ---- Manhã, das 09:30H ÀS 11:30H
• HORÁRIO ----Tarde, das 16:30H às 18:30H

CAMARADA

Para que possas tirar dúvidas sobre vários assuntos, em concreto sobre as transferências que a empresa Climex está a fazer no local de trabalho, as quais não cumprem com a cláusula 14ª nº 3 do CCT do sector das limpezas industriais, o sindicato convoca-te para o plenário que se irá no teu local de trabalho em dia e hora acima referida.

Deves participar neste plenário para que todos em conjunto possamos decidir as possíveis lutas a fazer contra esta actuação da empresa, de transferir trabalhadores para mais longe da sua residência, sem se importar com a vida pessoal de cada trabalhador e sem querer saber se há ou não transporte quando os mesmos saem do trabalho.

Por tudo isto e hoje é pelas colegas que já foram transferidas, mas amanhã será por ti,

A TUA PARTECIPAÇÃO É IMPORTANTE, CONTAMOS CONTIGO!

TODOS UNIDOS E ORGANIZADOS NO STAD – O SINDICATO DOS TRABALHADORES DO SECTOR DA LIMPEZA INDUSTRIAIS

Ler Comunicado do STAD aos trabalhadores e trabalhadoras de limpeza da empresa Climex no local de trabalho TAP-Instalações

Os trabalhadores e trabalhadoras vigilantes da Securitas na Secretaria Geral do Ministério das Finanças apenas foram informados, no 30 de Junho, pelas 18 horas, que passavam da Securitas para a empresa Ovisegur no dia seguinte, 1 de Julho.

O STAD tem conhecimento de que também o Ministério das Finanças somente comunicou à Securitas no dia 30 de Junho que os serviços de vigilância privada foram adjudicados à empresa Ovisegur.

O STAD considera inaceitável a situação criada e já tomou as seguintes iniciativas:

  • Solicitou uma reunião, com carácter de urgência, ao Ministério do Trabalho, com a Securitas, a Ovisegur, o cliente e o próprio Ministério do trabalho
  • Solicitou uma reunião ao cliente Ministério das Finanças
  • Denunciou a situação à ACT
  • Acompanhou os trabalhadores ao seu local de trabalho

O STAD alerta os trabalhadores para que não assinem qualquer documento sem se informar primeiro com o STAD, nomeadamente a rescisão do contrato individual de trabalho (Securitas) ou um novo contrato(Ovisegur)

O STAD, assim que tiver mais informações acerca deste processo, informará imediatamente os trabalhadores (ver o nosso site www.stad.pt)

Ler Comunicado do STAD aos trabalhadores e trabalhadoras vigilantes da Securitas no cliente Secretaria Geral do Ministério das Finanças

 Trabalhadores Vigilantes no Ministério das Finanças sabem de véspera que mudaram de empresa

Sede Lisboa

© 2018 STAD - Sindicato dos Trabalhadores de Serviços de Portaria, Vigilância, Limpeza, Domésticas e Actividades Diversas