SINDICATO DOS TRABALHADORES DE SERVIÇOS DE PORTARIA, VIGILÂNCIA, LIMPEZA, DOMÉSTICAS E ACTIVIDADES DIVERSAS

Na reunião de negociações hoje realizada com o patronato (AES e AESIRF) NÃO houve nenhum acordo porque os patrões não somente não apresentaram qualquer proposta capaz para se fazer um “Acordo de Princípios” (a ser discutida e decidida em Plenário Nacional de Trabalhadores) como, pior, muito pior, mantiveram-se intransigentes na sua posição de redução dos nossos direitos contratuais (horas noturnas, feriados e trabalho suplementar). O STAD - e as restantes organizações sindicais da Plataforma das Organizações Sindicais (P.O.S.) -  rejeitaram totalmente estas posições dos patrões e exigiram a apresentação de uma proposta adequada. 

LER O VIGILANTE - BOLETIM DO STAD PARA OS TRABALHADORES SO SECTOR DA VIGILÂNCIA PRIVADA

 

Depois do plenário nacional de trabalhadores ter aprovado a proposta de revisão do CCT/2019, o STAD entregou-a aos patrões. as negociações já começaram e, depois de quatro reuniões, o resultado é zero:

- Os patrões continuam a querer rapinar os nossos direitos!

- O STAD mantem-se firme e determinado a proteger os interesses da classe!

A LUTA CONTINUA:

- Pela manutenção dos direitos existentes e por novos direitos!

- Por aumentos salariais justos!

LER O VIGILANTE - BOLETIM DO STAD 

Metropolitano de Lisboa

Greve 48 horas (2 dias)
19 e 20 de julho – 5ª.e 6ª.feira

Nos dias 19 e 20 de julho vamos lutar porque:

  • A securitas não honra os compromissos que assume!
  • Exigimos que a Securitas respeite os compromissos assumidos Com o STAD, sobre:
  1. O pagamento dos feriados;
  2. O pagamento do trabalho extraordinário;
  3. A eliminação dos intervalos para descanso

LER COMUNICADO

© 2018 STAD - Sindicato dos Trabalhadores de Serviços de Portaria, Vigilância, Limpeza, Domésticas e Actividades Diversas