SINDICATO DOS TRABALHADORES DE SERVIÇOS DE PORTARIA, VIGILÂNCIA, LIMPEZA, DOMÉSTICAS E ACTIVIDADES DIVERSAS

AOS TRABALHADORESDA EMPRESA PROVISE NOS AÇORES E MADEIRA

A Provise continua a não cumprir com as suas obrigações legais. Reiteradamente, viola o Contrato Colectivo de Trabalho do Sector.  A Provise é uma empresa fora da lei. Os trabalhadores exigem respeito e o pagamento dos salários no último dia útil de cada mês.

Mas a violação da Lei e do CCT pela PROVISE não fica por aqui – concretamente, na PROVISE:

(I)           O subsidio de alimentação é pago ainda mais tarde que o salário;

(II)          Os subsídios de Férias e de Natal são pagos em duodécimos;

(III)        O trabalho suplementar é pago de forma irregular;

(IV)        Existem Horários de trabalho de 12 horas sem o consentimento do trabalhador, etc.!

LER COMUNICADO AOS TRABALHADORES(AS) VIGILANTES DA EMPRESA DE VIGILÂNCIA PRIVADA PROVISE  NAS REGIÕES AUTÓNOMAS DOS AÇORES E DA MADEIRA 

frame VILIGANCIA GERAL 03

Sede Lisboa

© 2018 STAD - Sindicato dos Trabalhadores de Serviços de Portaria, Vigilância, Limpeza, Domésticas e Actividades Diversas