SINDICATO DOS TRABALHADORES DE SERVIÇOS DE PORTARIA, VIGILÂNCIA, LIMPEZA, DOMÉSTICAS E ACTIVIDADES DIVERSAS

Os trabalhadores de limpeza do Centro Hospitalar Universitário de São João, no Porto, vão fazer uma greve por mês até que lhes seja aumentado o subsídio de alimentação, revelou, esta quarta-feira, à Lusa o sindicato do setor.

A partir de agora, os trabalhadores irão fazer uma greve por mês até que as suas reivindicações sejam atendidas. O objetivo não é prejudicar os utentes, mas resolver a situação”, disse o coordenador regional Norte do Sindicato dos Trabalhadores de Serviços de Portaria, Vigilância, Limpeza, Domésticas e Atividades Diversas (STAD), Eduardo Teixeira.
Fonte: TVI24
https://tvi24.iol.pt/sociedade/26-06-2019/trabalhadores-de-limpeza-do-centro-hospitalar-de-sao-joao-no-porto-vao-fazer-greve-por-mes

VER FOTOS DA CONCENTRAÇÃO DE TRABALHADORES E TRABALHADORAS DA EMPRESA CLECE NO HOSPITAL SÃO JOÃO

 RTP 1 - Bom Dia Portugal | 26 Junho

Greve dos trabalhadores de limpeza do Hospital de São João
Os trabalhadores de limpeza do Hospital de São João, no Porto, estão em greve. Uma paralisação de dois dias iniciada ontem. Foram decretados serviços mínimos. Os profissionais reivindicam um aumento de 3 euros e meio por dia.

 

SIC Notícias – Notícias | 26 Junho

Greve dos trabalhadores de limpeza do Hospital de São João
Os trabalhadores da limpeza do Hospital de São João no Porto estão hoje em greve. Eles estão a assegurar os serviços mínimos, por um aumento do subsídio de refeição.

 

Porto Canal - Jornal Diário | 26 Junho

Greve dos trabalhadores de limpeza do Hospital de São João
Os trabalhadores da limpeza do Hospital de São João no Porto, cumprem hoje o 2º dia de greve. À porta do hospital os funcionários exigiram o aumento do subsídio de alimentação.

0IMG 20190626 WA0001



As trabalhadoras da limpeza da empresa Operandus no Hospital de Abrantes efectuam esta segunda-feira, 24 Junho, um dia de luta, com uma greve de 24 horas e uma concentração de protesto que decorreu das 12h00 às 15h00, em frente ao hospital. Lutam pela aplicação, a todos os trabalhadores, do acordo de condições especificas e contra a repressão, intimidação e falta de respeito por parte da chefia hierárquica para com as trabalhadoras.

SIC - Primeiro Jornal | 24 Junho

Greve das trabalhadoras da limpeza industrial do Hospital de Abrantes
As trabalhadoras da limpeza industrial do Hospital de Abrantes estão a cumprir uma greve de 24 horas por melhores condições de trabalho. Durante a hora de almoço concentram-se à porta do hospital.
Declarações de Vivalda Silva, do STAD.

 Ver fotos da concentração dos trabalhadores da Operandus em frente ao Hospital de Abrantes

limpeza hospital abrantes 1024

 

 Dois dias de luta – 25 e 26 Junho (3ªF. e 4ªF.) 

Greve de 48 horas 

Concentração dia 26 - das 9,30h - 12H30, na entrada principal do hospital 

• Pelo aumento do subsídio de alimentação para no mínimo 3.50€ por dia! 

• Pelo pagamento do subsídio de alimentação pelos dias efectivamente trabalhados! 

• Pela defesa dos nossos direitos!  

LER COMUNICADO AOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DA EMPRESA CLECE NO HOSPITAL SÃO JOÃO

CLESE HOSPITAL S JOAO

DIA DE LUTA – 24 JUNHO (2ªF.)

GREVE DE 24 HORAS

CONCENTRAÇÃO - DAS 12H00 ÀS 15H30, EM FRENTE AO HOSPITAL

• pela aplicação, a todos os trabalhadores, do acordo de condições especificas!

• contra a represão e intimidação!

• contra a falta de respeito por parte da chefia hierarquica para com as trabalhadoras!

• pela defesa dos nossos direitos!

• pela defesa da nossa profissão e dignidade!

LER COMUNICADO AOS TRABALHADORES DA OPERANDUS NO HOSPITAL DE ABRANTES

limpeza geral.0gt6

O STAD reuniu no dia 12 de Junho no Ministério do Trabalho, mas a Eulen faltou à reunião. Apesar disso, por escrito, informou que vai aplicar o CCT na Autoeuropa.

A EULEN em cima da hora informou por escrito o STAD e o Ministério do Trabalho que não lhe era possível estar presente na reunião e remeteu para o Ministério do Trabalho a referida acta devidamente assinada. A EULEN informou também, por escrito, que concordava proceder à aplicação do CCT publicado (aumento salarial) no BTE, nº. 48, de 29/12/2018 aos trabalhadores afetos à empresa no cliente AUTOEUROPA.

O STAD por sua vez tomou a seguinte posição – o CCT não deve ser aplicado somente aos trabalhadores da empresa que prestam serviço no cliente AUTOEUROPA mas, também, a todos os restantes trabalhadores da EULEN.

LER COMUNICADO AOS TRABALHADORES VIGILANTES DA EULEN

 

 

 

Sede Lisboa

© 2018 STAD - Sindicato dos Trabalhadores de Serviços de Portaria, Vigilância, Limpeza, Domésticas e Actividades Diversas